"Nós gostamos do que fazemos. Pescar é viver."

 
logomarcas4.gif
Surpresas no Rio Grande - Pousada Watanabe Imprimir E-mail

Rio Grande     Você está procurando por uma oportunidade de pescar dourados,  pintados,  barbados,  corvinas  e outros peixes esportivos, com muita ação de peixes, em local que esteja  a uma distância  razoável de Belo Horizonte e a um custo também bastante  razoável?...  Essa pescaria existe.  Eu tive  essa oportunidade, junto com alguns bons companheiros,  num fim de semana prolongado  no rio Grande,  na  divisa   de Minas com São Paulo,   bem ali no Triângulo Mineiro.

 

  O local de apoio dessa pescaria, iniciada em 27 de março,   foi a  Pousada  de  Pesca    Watanabe,  situada próximo à cidade de Planura – MG,   num trecho do rio Grande  privilegiado pela  presença  de  bons peixes, incluindo dourados, pintados e piaparas. A localização  permite o acesso a  vários pontos de  pesca  bastante   produtivos, em longo trecho entre as barragens de Colômbia  e  Marimbondo.  Há  opções de  pescar  na  correnteza  ou,    descendo o rio o suficiente, podemos entrar nas águas represadas da barragem de Marimbondo, para tentar os tucunarés e as corvinas.

 

Noronha pescando no Rio Grande

 

  O rio Grande é bastante largo, bonito e piscoso naquela região. Apesar da época em que estivemos lá, suas águas não  estavam barrentas,  mas numa coloração palha.  Próximo da pousada há uma ponte ligando Minas Gerais a São Paulo. Eu tinha   como  companheiros  de   barco  o  amigo Noronha (foto acima) e o piloteiro Luizinho, e experimentamos inicialmente  a pescaria de rodada  (feita  logo   abaixo da  ponte e num  trecho  de  uns 500 metros), que nos ajudou  a  topar  com  barbados  e  com  mandis-açu   (também  chamados  de  mandijubas), peixes de bom tamanho, e com alguns dourados,  a maioria  abaixo da medida legal, e que  foram  libertados.  O uso de equipamento leve a médio (carretilhas e molinetes com linhas mono 0,30  a 0,40)  aumentou  o  prazer das lutas,  e a isca usada foi de tuviras e  de lambaris  (adquiridos na pousada).

 

  Subindo o rio bem acima da ponte, encontramos o afluente rio Pardo, e a uns 300  metros  abaixo  do encontro dos dois rios,  tivemos uma ótima tarde  embarcando diversos dourados e, para nossa  surpresa,  uma bela tabarana,  todos esses peixes devolvidos ao rio Vale acrescentar que, nesse mesmo pesqueiro, um dos companheiros de turma fisgou (e soltou) um pintado de 9 quilos.

 

  Embora nesse trecho tenha ocorrido também uma ou outra corvina,  fomos no dia seguinte a outro  local   rio abaixo, levados pelo competente guia Luizinho, para pescá-las em pesqueiro apropriado. O ponto escolhido, já conhecido do piloteiro, fica  bem próximo ao início de  represamento do rio, e a pescaria foi  feita com o  barco poitado a uns 15 metros do barranco, usando-se uma chumbada pequena na ponta da linha e o anzol, iscado com lambari,  preso numa laçada a uns 40 cm acima da chumbada. A experiência foi muito divertida, pois as corvinas, que foram introduzidas no rio Grande, têm um comportamento bem diferente daquelas que costumamos pescar no rio São Francisco. São mais briguentas e se debatem na superfície, quase saltando como um tucunaré. (De vez em quando se perdia um anzol pela ação das piranhas).

 

  Por  falar em tucunarés, a região oferece oportunidades para sua pesca com iscas artificiais, e pelo que pudemos ver pelas fotos existentes na pousada, na  época certa se consegue pegar exemplares de mais de  3  quilos (amarelos e azuis).     Outro peixe esportivo também  encontrado lá é a piapara,  porém sua época produtiva  começa em  Maio  e  vai  até Setembro/Outubro. Lá se pegam também bonitas traíras.

 

  Esse local de pesca está situado a 600 km de Belo Horizonte. Tem  a  infraestrutura  básica  necessária (pensão completa na pousada com boa comida, dormitórios com 3 ou 4 leitos, com ar condicionado ou ventiladores de teto, banheiros privativos); fornece iscas,  aluga barcos e motores e tem  o serviço de guias (piloteiros). Aliás, a assistência dos piloteiros é indispensável  para quem vai lá pela primeira vez.  Nossa pescaria durou três dias, e a viagem foi feita em ônibus fretado, o  que a tornou mais prática e confortável.  Recomendo a experiência aos amigos e companheiros de pesca.

 

Vitor de Paula              
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 
 

English Speaking Anglers

You are welcome!

 We can answer your questions in English.
Just write us.
Our e-mail address is: guiasdepescabh@gmail.com
We will be glad to help you in your inquiries about sport fishing in Brazil (freshwater).

Enquete

Pesque-e-Solte: Você é a favor de pescar e soltar o peixe?
 

Recomendamos:

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner